• Infoarte Sistemas

Tudo que você precisa saber sobre Balanço Patrimonial

Atualizado: 4 de fev.



O que é um Balanço Patrimonial?


O termo balanço patrimonial refere-se a uma demonstração financeira que relata os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma empresa em um momento específico. Os balanços patrimoniais fornecem a base para calcular as taxas de retorno dos investidores e avaliar a estrutura de capital de uma empresa. Em suma, o balanço patrimonial é uma demonstração financeira que fornece um instantâneo do que uma empresa possui e deve, bem como o valor investido pelos acionistas. Os balanços patrimoniais podem ser usados ​​com outras demonstrações financeiras importantes para realizar análises fundamentais ou calcular índices financeiros.1


PRINCIPAIS CONSIDERAÇÕES


  • Um balanço patrimonial é uma demonstração financeira que relata os ativos, passivos e patrimônio líquido de uma empresa.


  • O balanço patrimonial é uma das três principais demonstrações financeiras usadas para avaliar um negócio.


  • Ele fornece um instantâneo das finanças de uma empresa (o que ela possui e deve) na data da publicação.


  • O balanço patrimonial segue uma equação que iguala os ativos com a soma dos passivos e patrimônio líquido.


  • Analistas fundamentais usam balanços para calcular índices financeiros.


Uma Introdução ao Balanço Patrimonial


Como funcionam os balanços


O balanço patrimonial fornece uma visão geral do estado das finanças de uma empresa em um determinado momento. Não pode dar uma noção das tendências que se desenrolam por um período mais longo por conta própria. Por esse motivo, o balanço patrimonial deve ser comparado com os de períodos anteriores.


Os investidores podem ter uma noção do bem-estar financeiro de uma empresa usando vários índices que podem ser derivados de um balanço patrimonial, incluindo o índice dívida/capital próprio e o índice ácido-teste, além de muitos outros. A demonstração do resultado e a demonstração dos fluxos de caixa também fornecem um contexto valioso para avaliar as finanças de uma empresa, assim como quaisquer notas ou adendos em um relatório de lucros que possam se referir ao balanço patrimonial.


O balanço patrimonial segue a seguinte equação contábil, com o ativo de um lado e o passivo mais o patrimônio líquido do outro, balanceado:


\text{Ativos} = \text{Passivos} + \text{Patrimônio Líquido}Ativos=Passivos+Patrimônio Líquido


Esta fórmula é intuitiva. Isso porque uma empresa tem que pagar por todas as coisas que possui (ativos) tomando dinheiro emprestado (assumindo passivos) ou pegando-o de investidores (emitindo capital próprio).


Se uma empresa fizer um empréstimo de cinco anos no valor de $ 4.000 de um banco, seus ativos (especificamente, a conta à vista) aumentarão em $ 4.000. Seus passivos (especificamente, a conta de dívida de longo prazo) também aumentarão em US$ 4.000, equilibrando os dois lados da equação. Se a empresa receber $ 8.000 dos investidores, seus ativos aumentarão nesse valor, assim como seu patrimônio líquido. Todas as receitas que a empresa gera em excesso de suas despesas irão para a conta do patrimônio líquido. Essas receitas serão equilibradas no lado dos ativos, aparecendo como caixa, investimentos, estoque ou outros ativos.


Os balanços também devem ser comparados com os de outras empresas do mesmo setor, pois diferentes setores têm abordagens únicas de financiamento.


Considerações Especiais


Conforme observado acima, você pode encontrar informações sobre ativos, passivos e patrimônio líquido no balanço patrimonial de uma empresa. Os ativos devem sempre igualar o passivo e o patrimônio líquido. Isso significa que o balanço deve sempre equilibrar, daí o nome. Se eles não se equilibrarem, pode haver alguns problemas, incluindo dados incorretos ou extraviados, erros de inventário e/ou taxa de câmbio ou erros de cálculo.


Cada categoria consiste em várias contas menores que detalham as especificidades das finanças de uma empresa. Essas contas variam muito de acordo com o setor e os mesmos termos podem ter implicações diferentes, dependendo da natureza do negócio. Mas existem alguns componentes comuns que os investidores provavelmente encontrarão.


O que o Balanço Patrimonial da Empresa diz a você?


  • Componentes de um Balanço Patrimonial


Bens


As contas desse segmento são listadas de cima para baixo em ordem de liquidez. Esta é a facilidade com que eles podem ser convertidos em dinheiro. São divididos em ativos circulantes, que podem ser convertidos em caixa em um ano ou menos; e ativos não circulantes ou de longo prazo, que não podem.


  • Aqui está a ordem geral das contas dentro do ativo circulante:


Caixa e equivalentes de caixa são os ativos mais líquidos e podem incluir letras do Tesouro e certificados de depósito de curto prazo, bem como moeda forte.

Os títulos negociáveis ​​são títulos de capital e de dívida para os quais existe um mercado líquido.


As contas a receber (AR) referem-se ao dinheiro que os clientes devem à empresa. Isso pode incluir uma provisão para devedores duvidosos, pois alguns clientes podem não pagar o que devem.


Estoque refere-se a quaisquer bens disponíveis para venda, avaliados pelo menor valor entre o custo ou o preço de mercado.


As despesas antecipadas representam o valor já pago, como seguro, contratos de publicidade ou aluguel.


Os ativos de longo prazo incluem os seguintes


  • Parcela atual da dívida de longo prazo

  • endividamento bancário

  • juros a pagar

  • salários a pagar

  • pré-pagamentos de clientes

  • dividendos a pagar e outros

  • prêmios ganhos e não ganhos

  • contas a pagar

  • Os passivos de longo prazo podem incluir:


A dívida de longo prazo inclui quaisquer juros e principal de títulos emitidos

O passivo do fundo de pensão refere-se ao dinheiro que uma empresa é obrigada a depositar nas contas de aposentadoria de seus funcionários


O passivo fiscal diferido é o valor dos impostos acumulados, mas que não serão pagos por mais um ano. Além do tempo, esse valor reconcilia as diferenças entre os requisitos para relatórios financeiros e a forma como os impostos são calculados, como cálculos de depreciação.


Alguns passivos são considerados fora do balanço, o que significa que não aparecem no balanço.


Patrimônio líquido


O patrimônio líquido é o dinheiro atribuível aos proprietários de uma empresa ou seus acionistas. Também é conhecido como patrimônio líquido, pois equivale ao total de ativos de uma empresa menos seus passivos ou a dívida que deve a não acionistas.


Lucros retidos são os lucros líquidos que uma empresa reinveste no negócio ou usa para pagar dívidas. O valor restante é distribuído aos acionistas na forma de dividendos.


As ações em tesouraria são as ações que uma empresa recomprou. Pode ser vendido posteriormente para levantar dinheiro ou reservado para repelir uma aquisição hostil.


Algumas empresas emitem ações preferenciais, que serão listadas separadamente das ações ordinárias nesta seção. As ações preferenciais recebem um valor nominal arbitrário (assim como as ações ordinárias, em alguns casos) que não influencia o valor de mercado das ações. As contas de ações ordinárias e preferenciais são calculadas multiplicando-se o valor nominal pelo número de ações emitidas.


Capital integralizado adicional ou excedente de capital representa o valor que os acionistas investiram em excesso das contas de ações ordinárias ou preferenciais, que são baseadas no valor nominal e não no preço de mercado. O patrimônio líquido não está diretamente relacionado à capitalização de mercado de uma empresa. Este último é baseado no preço atual de uma ação, enquanto o capital integralizado é a soma do patrimônio que foi comprado a qualquer preço.


Limitações dos Balanços Patrimoniais


Embora o balanço patrimonial seja uma informação valiosa para investidores e analistas, existem algumas desvantagens. Como é apenas um instantâneo no tempo, ele só pode usar a diferença entre este ponto e outro único ponto no tempo no passado. Por serem estáticos, muitos índices financeiros baseiam-se em dados incluídos tanto no balanço patrimonial quanto na demonstração de resultados mais dinâmica e na demonstração dos fluxos de caixa para pintar uma imagem mais completa do que está acontecendo com os negócios de uma empresa.


Diferentes sistemas contábeis e formas de lidar com depreciação e estoques também alterarão os valores lançados em um balanço. Por causa disso, os gerentes têm alguma capacidade de jogar os números para parecerem mais favoráveis. Preste atenção às notas de rodapé do balanço para determinar quais sistemas estão sendo usados em sua contabilidade e ficar atento aos sinais de alerta.


Por que o Balanço Patrimonial é Importante?


O balanço patrimonial é uma ferramenta essencial usada por executivos, investidores, analistas e reguladores para entender a saúde financeira atual de uma empresa. Geralmente é usado em conjunto com os outros dois tipos de demonstrações financeiras: a demonstração de resultados e a demonstração de fluxo de caixa.


Os balanços permitem ao usuário obter uma visão rápida dos ativos e passivos da empresa. O balanço patrimonial pode ajudar os usuários a responder a perguntas como se a empresa tem um patrimônio líquido positivo, se possui caixa e ativos de curto prazo suficientes para cobrir suas obrigações e se a empresa está altamente endividada em relação a seus pares.


O que está incluído no Balanço Patrimonial?


O balanço patrimonial inclui informações sobre os ativos e passivos de uma empresa. Dependendo da empresa, isso pode incluir ativos de curto prazo, como caixa e contas a receber, ou ativos de longo prazo, como ativo imobilizado (PP&E). Da mesma forma, seus passivos podem incluir obrigações de curto prazo, como contas a pagar e salários a pagar, ou passivos de longo prazo, como empréstimos bancários e outras obrigações de dívida.


Quem elabora o Balanço Patrimonial?


Dependendo da empresa, diferentes partes podem ser responsáveis ​​pela preparação do balanço. Para pequenas empresas privadas, o balanço patrimonial pode ser elaborado pelo proprietário ou por um contador da empresa. Para empresas privadas de médio porte, elas podem ser preparadas internamente e depois examinadas por um contador externo.


As empresas públicas, por outro lado, são obrigadas a obter auditorias externas por contadores públicos e também devem garantir que seus livros sejam mantidos em um padrão muito mais alto. Os balanços patrimoniais e outras demonstrações financeiras dessas empresas devem ser preparados de acordo com os Princípios Contábeis Geralmente Aceitos (GAAP) e devem ser arquivados regularmente na Securities and Exchange Commission (SEC).


Conte com um ERP que não é qualquer ERP


Para aproveitar todas as vantagens competitivas de usar um ERP, conheça o nosso Sistema. Ele reúne a simplicidade e a segurança que proporcionam independência aos clientes, facilitando a gestão dos negócios no dia a dia, impulsionando e acompanhando seu crescimento e gerando riqueza a ele. Com o nosso ERP, sua empresa terá tecnologia de ponta, o melhor custo-benefício do mercado, além de implantação acelerada.







14 visualizações0 comentário